Assuntos Gerais

Hoje, no dia nacional da Mamografia, recebi por email uma Nota de Repúdio do Colégio Brasileiro de Radiologia, que confesso, me deixou estarrecido! Desta forma, resolvi mudar o tema desta semana. Ao invés de escrever sobre a situação vergonhosa da economia brasileira, vou comentar um assunto muito mais importante: Saúde.

O tema é relevante para todos, até mesmo para a maioria dos “petistas de plantão”: cegos, surdos e estridentes. Analisem a estúpida decisão do Ministério da Saúde (Portaria 1.253) e façam seu próprio julgamento:

De acordo com tal resolução, o Ministério da Saúde não mais repassará verbas para os municípios referentes aos exames de mamografia para as pacientes entre 40 e 49 anos. Assim, as mulheres desta faixa etária não mais terão o direito a um exame básico e barato: a mamografia. Um absurdo. Uma aberração. É impedir que a população mais humilde tenha acesso a um exame simples, porém extremamente importante. A incidência do câncer de mama é preocupante nas mulheres entre 35 a 50 anos (quase 40% dos cânceres de mama ocorrem antes dos 50 anos, segundo estudos brasileiros). A única chance de cura é a detecção precoce... Outra imbecilidade: a mesma portaria autoriza o exame unilateral. Assim, a mulher terá o direito de investigar apenas um seio. O direito ou o esquerdo? ... Pergunte para o Padilha... Todos nós, médicos, sabemos da importância do exame bilateral e comparativo.

Enquanto isso, na semana passada, a nossa “Presidenta” foi tentar explicar o inexplicável sobre a economia brasileira em Davos (bravatas e mais bravatas). Depois fez um pit stop não previsto em Lisboa, para jantar num dos melhores restaurantes da cidade (ninguém é de ferro), e em seguida inaugurou uma obra realizada em Cuba, com dinheiro do povo brasileiro. Haja paciência!

Por falar em Cuba: hoje uma médica cubana está refugiada no Congresso Nacional, após denunciar a existência de “trabalho quase escravo” no programa “Mais Médicos” – parceira do Governo Federal com o “próspero” país caribenho... Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Peço desculpas pelo desabafo, mas as atrocidades deste Governo Federal já ultrapassaram todos os limites.

MJR