LCI - Letra de Crédito Imobiliário

As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) são papéis de renda fixa, lastreados em créditos imobiliários, garantidos por hipotecas ou por alienação fiduciária de um imóvel, que dão aos seus portadores o direito de crédito pelo valor nominal, juros e, por vezes, atualização monetária. São apelidadas pelo mercado de "CDB Imobiliário". A emissão é exclusiva de instituições financeiras com carteira de crédito imobiliário, autorizadas pelo Banco Central. As LCIs devem ser obrigatoriamente registradas na CETIP, sendo nominativas, transferíveis e de livre negociação no mercado secundário. São garantidas pelo FGC até o limite de 250 mil reais. Atualmente, a maioria dos bancos e corretoras oferece este produto, o que popularizou esta modalidade de investimento. É uma grande opção de investimento de renda fixa em substituição à caderneta de poupança. Abaixo veja as vantagens e desvantagens destes títulos.

As vantagens das LCIs:
• Baixo risco;
• Rendimento líquido até 100% da taxa CDI, em média 90%; Quanto maior o valor aplicado e maior o prazo de carência, maior será o rendimento.
• Isenção de IR para pessoas físicas. Aqui está a grande vantagem deste investimento.

As desvantagens das LCIs:
• Prazo de carência para resgate. Portanto, a liquidez não é imediata, porém você poderá vendê-las no mercado secundário, comumente com deságio.
• É comum a exigência de uma aplicação mínima, o que limita a ação do pequeno investidor, todavia este valor mínimo é cada vez menor!

Desta forma, fica claro que investir em LCIs é um excelente negócio: baixo risco, bom retorno e isento de IR. Somente não se esqueça da falta de liquidez imediata (prazo de carência para resgate) e de respeitar o limite garantido pelo FGC.

MJR