Skip to content Skip to footer

Análise do IBOV – Agosto 2022

BEAR MARKET RALLY ou volta do BULL MARKET?

Após a forte queda do IBOV em junho e na primeira metade de julho, o índice brasileiro teve excelente desempenho na segunda quinzena de julho, fechando em cerca de 103 mil pontos. O fundo do ano ocorreu no dia 15 de julho a 95.266 pontos. De lá para o fim do último mês, o índice subiu mais de 8% em apenas 10 pregões.

E daí você me perguntaria: fim da tendência de baixa ou apenas mais um “bear market rally” de alta?

Impossível saber nesse momento. Só o tempo nos dirá.

Fortes altas ocorrem dentro de uma tendência de baixa, por exemplo, como aquela que aconteceu no mês de maio e começo de junho de 2022: alta de mais de 10% de alta. Depois o mercado desabou e perdeu o fundo prévio.

Pelo gráfico diário estamos numa tendência indefinida, isto é, topos mais altos e fundos mais baixos. Porém, o viés ainda é de baixa, se olharmos para o desempenho do IBOV nos últimos meses.

Gráfico diário do IBOV

Do ponto de vista fundamentalista a bolsa brasileira continua muito barata segundo a maioria dos analistas que acompanham. Todavia quase todos acreditam que o curto prazo é ainda muito desafiador, especialmente com o cenário macroeconômico mundial e a proximidade das eleições presidenciais no Brasil.

Vídeo aula disponível no meu canal

De uma maneira geral, o IBOV está acompanhando as bolsas americanas. Lá, pelo gráfico diário, já estamos numa tendência de alta, mas o pivô de alta das bolsas americanas pode ser apenas uma correção ABC dentro da tendência de baixa iniciada em janeiro desse ano.

Gráfico Diário do Dow Jones

Então o que fazer?

Vou citar dois investidores americanos (que gosto muito) e que têm as seguintes opiniões.

Larry Willians, experiente trader americano, acredita que fizemos fundo em junho (relatório publicado no dia 17/06/22) e que as bolsas americanas deverão voltar para a tendência de alta no segundo semestre.

Howard Marks, um dos mais renomados gestores do mundo, afirmou em entrevista recente que o maior erro que o investidor poderia cometer agora, seria ficar fora do mercado atual. Segundo ele o mercado não está nem caro e nem barato. E a retomada de alta poderá acontecer a qualquer momento.

Posto isso, sigo otimista e comprado em bolsa, brasileira e americana, especialmente visando o longo prazo, porém de modo cauteloso.

Ainda é preciso manter uma bom caixa (títulos pós-fixados).

E mais. A renda fixa no Brasil também está muito atrativa.

Diversifique.

Vídeo aula disponível no meu canal

O futuro do mercado a Deus pertence. Ninguém sabe. Ninguém saberá.

O ideal para mim seria uma correção nos mercados nesse começo de agosto, pois os índices estão sobrecomprados no curto prazo, para depois voltarem a subir de maneira sustentável e sem perder os fundos prévios.

Esse é o meu cenário ideal, mas o mercado não está nem aí para a minha opinião.

Aguardemos os próximos passos das bolsas.

Em breve publicarei um vídeo no meu canal do Youtube contendo mais informações.

Até lá.

MJR

Livro disponível na Amazon e vídeo aula no meu canal

Investir Cada Vez Melhor © 2022. All rights reserved. Desenvolvido por PortalQuest Interativa

Copyright © 2022. Investir Cada Vez Melhor - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por PortalQuest Interativa.